12 maio 2015

Resenha: livro Presságio: O Assassinato Da Freira Nua

Capa do livro Presságio: O Assassinato da
Freira Nua
Alice Vegas, uma garota de 26 anos. Você acreditaria se ela lhe dissesse que tem o poder da clarevidência? E ainda se lhe contasse que só consegue ver o passado ou futuro durante um orgasmo? Pois é, eu também não.
É dia dois de julho. O Delegado Matias e o Agente Felipe investigam um caso um tanto quanto peculiar: o assassinato de uma freira, com indícios de violência sexual. A Irmã Bianca, cujo momento se encontra nua, "as pernas fechadas e estendidas, a barriga virada para cima, as mãos juntinhas sobre o abdome", era professora das crianças do sétimo ano e lecionava português aos alunos do segundo ano. 
Dia 13 de julho. Alice, depois de ser convencida pela amiga Geórgia, com quem divide seu apartamento, aceita ir em uma festa a fantasia. Ainda com uma certa relutância a ideia, chega na festa e encontra-se com Vivían Montegart, uma "ex-amiga", fantasiada como freira, muito ousada por sinal. Horas depois desse encontro pouco agradável, Vivían é encontrada morta. "A Freira Nua está morta!".
Dois assassinatos envolvendo freiras, em um período tão curto de tempo, levam ao Delegado Matias suspeitar de que um serial killer esteja assombrando a cidade, o Beato Judas, como é apelidado. Dias após o ocorrido, um suspeito é preso e o caso parece resolvido. Porém, tudo muda quando Alice diz ter visto, com seu dom, o assassinato de Vívian. Mas quem iria acreditar em uma garota que já passou por oito terapeutas e foi taxada como louca?
Alice crê profundamente no que viu e vai atrás de justiça com suas próprias mãos. É aí que os problemas realmente começam. 
O suspense policial da trama nós envolve do início até o fim. A história em si, sobre um assassinato de freiras, já é um tanto diferente e curiosa, e junto com os mistérios que seguem no livro só aumenta a nossa ansiedade de ler compulsivamente até achar o verdadeiro culpado. De antemão, digo: o final é inesperado e surpreendente. 
Esse livro é indicado para todos aqueles que adoram um bom suspense, uma boa trama, personagens curioso. Na verdade, indico esse livro para todos que apreciam uma leitura encantadora.
Autor do livro, Leonardo Barros

Dados do livro:
Páginas: 224
Lançamento: 2012
Categoria: Ficção Policial; Literatura Brasileira
Editora: Novo Século
ISBN: 978-85-7679-804-0


O autor do livro, Leonardo Barros, é parceiro literário do blog. Para saber mais, acesse aqui.

26 abril 2015

O caminho que trilhamos


Hoje bateu uma saudade imensa de tudo. Por estar longe das pessoas que mais amo, às vezes me pego imersa em um lago de minhas próprias lágrimas. É o momento que a saudade é tão grande que acaba transbordado por nossos olhos.
Morar sozinha, ao contrário do que pensamos quando estamos com nossos pais, é um enorme desafio. Nada de festas como nos filmes americanos, de tudo bagunçado ou qualquer estereótipo que Hollywood nos passa sobre a vida de estar só. É claro que tem seu lado bom, ter o nosso próprio canto nos faz ter responsabilidade e sermos mais maduros. E o que aprendemos quando estamos longe: não há nada melhor do que estar perto de quem se ama. 
Embora alguns poréns, não me arrependo de nenhuma escolha que fiz, pelo contrário, me sinto satisfeita e feliz no caminho que estou. Tudo isso tem me mostrado que para ir em atrás de um sonho, sacrifícios são preciso. Eu não tenho medo de enfrentar a vida, de vencer todas as pedras, pois sei que está valendo a pena. 
A minha história é longa, não almejei da noite para o dia estar fazendo o que estou hoje - estudando Jornalismo. Na verdade, há muitos anos depositei toda minha fé para que isto se tornasse realidade. Confesso, que quando tudo se tornou real, eu me assustei. Parecia mentira que tudo que eu sonhava e escrevia em meus diários há um tempo, hoje eu estava vivendo. Até agora quando me pego pensando sobre tudo que a vida me deu e me tirou nesses últimos anos, me espanto. Ainda não entendi se foi Deus, o destino, meu esforço, a força do universo ou tudo isto junto que me proporcionou estar onde estou. Todo esse excesso de dúvidas tornam a vida um mistério gostoso de viver e querer desvendar a cada passo dado.
Apesar de fazer pouco tempo que tenho engatinhado com meus próprios joelhos, deixo uma dica valiosa para você: pode parecer clichê, mas NUNCA desista de seus sonhos. JAMAIS. Antes de eu começar a conquistar meu primeiro objetivo, caí diversas vezes, mas o que poucos sabem é que o segredo está no próprio tombo - faça dele o seu primeiro degrau.

23 abril 2015

{Eu indico} Assisti e amei: Orange Is The New Black


Já ouviu falar do seriado chamado Orange Is The New Black? Se sim, aposto que você amou. Se não conhece, corre assistir as duas temporadas que a terceira tá chegando em junho!
A série, que estreou sua primeira temporada em 2013 no Netflix, é baseada no livro Orange Is The New Black: My Year in a Women's Prison, de Piper Kerman, que narra sua passagem pela prisão. 
Piper, a protagonista da história, noiva do escritor Larry Bloom desfruta de uma vida tranquila de classe média. Porém, o deleite de uma vida boa acaba quando ela é condenada a cumprir 15 meses em uma prisão feminina federal. A partir daí, seu passado não muito limpo ressurge. O crime pelo qual é sentenciada ocorreu há dez anos, quando ela se envolveu em um relacionamento com Alex
Vause, que atuava um cartel internacional de drogas. E o pior (na verdade, o melhor) de tudo: Alex também foi punida pelos seus crimes e vai pagá-los na mesma prisão que Piper.
A cada episódio, a história não só de Piper mas de todas as mulheres que convivem com ela na prisão é contada. Além da trama da história ser incrível (e baseada em um fato real) ela não apresenta só dramas, romances e comédias, mas ela destaca uma parcela da sociedade que é excluída por ter escolhido um caminho errado e nos  mostra as lamentáveis condições de uma cadeia, onde muitas vezes as pessoas são desumanizadas por seus atos. Não foi só a trama da série que me comoveu e me fez ficar apaixonada, mas o modo como é contada a história de cada pessoa que está lá dentro, a essência que cada alma tem em si, os valores que são simplesmente ignorados pelo resto da população. Tudo isso só reforça que devemos deixar de lado aquele pré-conceito e jamais julgar alguém pela aparência.
OITNB vai te envolver do primeiro minuto até o último. Em menos de uma semana eu já havia assistido as duas temporadas e aguardo ansiosamente pela terceira. Uma ótima notícia: vai ter quarta temporada sim! <3
Beijos, espero que gostem da série.
Trailer da primeira temporada OITNB (não achei legendado, 
mas podem habilitar as legendas do youtube)


26 fevereiro 2015

Ausência, mudança e pedido de desculpas


Olá leitores, como estão?
Faz quase um mês que o blog está parado, mas houveram muitos contra tempos, que acabei ficando off por um tempo, mas deixa eu explicar tudinho.
Bom, eu mudei de cidade há alguns dias para fazer minha graduação. Sim, agora sou estudante de jornalismo <3 e com toda a mudança, papelada e tudo mais fiquei sem tempo para o blog, mas agora tudo está voltando ao normal!
Cursar jornalismo é um sonho que me acompanha desde o Ensino Fundamental e estou realizando agora. As aulas começaram há uma semana, mas eu estou amando muito e a cada dia tenho mais certeza que é isso que eu quero pra minha vida!
Mas como nem tudo são flores, precisei abrir mão de muitas coisas para ir atrás do que eu queria. Eu mudei de cidade sozinha, então deixei minha família e meu amor há umas cinco horas de viagem de onde estou. Realmente, está sendo bem difícil aguentar toda essa saudade, mas precisamos seguir nossos sonhos, não é mesmo?
Então, ainda estou me organizando, mas partir de agora vou poder continuar cuidando com todo amor e carinho do Depois do Café!
Mil beijos <3

07 fevereiro 2015

Nova parceria literária: Leonardo Barros


Olá, leitores, como estão?
O Depois do Café tem novidade: uma nova parceria literária!!
O autor parceiro do blog se chama Leonardo Barros, que esta lançando seu livro “Presságio – O assassinato da Freira Nua”.
Leonardo Barros é médico formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte. É autor do romance erótico “Amor de Yoni” (publicado em 2008); do suspense policial “O Maníaco do Circo – e o menino que tinha medo de palhaços” (publicado na XIV Bienal do Livro Rio, em 2009); da comédia “Saúde, Beleza, Prosperidade e Riqueza” (publicação independente, 2010) e da comédia “Solteiro Em Trinta Dias - Receitas de sucesso de um ex-otário” (publicado em 2011). 
“Presságio – O assassinato da Freira Nua” é sua quinta ficção e seu segundo suspense policial.
Sinopse: Alice tem vinte e seis anos e, desde a adolescência, é atormentada por presságios. Desacreditada por psiquiatras, ela é considerada psicótica, até que uma de suas visões a possibilita desvendar um misterioso homicídio. A polícia atribui a autoria do crime ao Beato Judas, um assassino serial de freiras, mas a descrição do suspeito não se parece em nada com o homem que ela viu em sua premonição.
Agora Alice terá de correr contra o tempo para provar que não é louca e para evitar que o assassino faça uma nova vítima.
Suspense, misticismo e sensualidade se misturam neste fantástico thriller policial que parece ter a capacidade sobrenatural de manter seus leitores alucinados, da primeira à última página!
Estou super ansiosa para ler meu exemplar, logo logo tem resenha!
Quer mais sobre o autor?
Facebook
Twitter
Canal do YouTube Senta e Escreve
Email: leobarrosescritor@gmail.com
Beijos!

18 janeiro 2015

Acreditar no amanhã - e fazer no hoje


Estamos em um dia comum, vivendo nossa vida comum. Alguns minutos passam, as coisas continuam como devem ser. Algumas horas vão embora e tudo em seu lugar... até que algo inesperadamente ruim acontece. Nosso dia comum torna-se um imenso dia ruim e às vezes essa pequena falha da normalidade da vida é transformada em um meteoro de infelicidade e desilusão. Eu, com certeza, sou campeã em fazer a tal da "tempestade em copo d'água" e isso acaba tornando as coisas um milhão de vezes mais difíceis.
De fato é ruim encaram uma situação complicada, mas fantasiar e torná-la pior é de longe mais difícil. Parece que fomos programados apenas para receber boas notícias, aceitar as coisas que transformam nossa vida em um paraíso, mas que na hora de ajustar a configuração de "saber lidar com os problemas" o computador travou e não deu tempo de reiniciar, então nascemos e aqui estamos. 
Quando ficamos com a cabeça borbulhando de pensamentos, estes que acompanhados de problemas geralmente tornam-se negativos, não conseguimos ver a luz do outro dia, como se todo nosso empenho em sermos pessoas melhores acabasse frente a uma pequena pedrinha no caminho. Bobagem nossa, o dia seguinte foi feito para termos uma segunda chance de acertar e mudar o que não nos faz bem.
Um tempo para pensar, chorar, gritar e fazer qualquer coisa que nos deixe leve é suficiente para acabar com todo esse furacão depressivo. Depois, colocar os pensamentos no seu devido lugar e voltar a acreditar que amanhã existe sim, mas só será melhor se começarmos a mudar o nosso hoje.
O que queremos, e a banda Jota Quest sabe disso, são dias melhores para sempre, que vamos alcançar se sabermos onde devemos começar.

14 janeiro 2015

2 anos de Depois do Café


Hoje o blog está completando 2 aninhos de vida e eu estou cheia de alegria. Nesse tempo, não só o blog cresceu quanto eu também. As postagens foram amadurecendo, mas claro que ainda é só o começo! 
Eu quero agradecer muito todo o incentivo que recebo de vocês, leitores, que sem ele com certeza o blog já teria terminado, como outros que já tive. Meu muito obrigada, de coração. ❤
Vamos comemorar, porque vem muito mais pela frente!